Próximos passos por 30 dias

Dia 26: Não sou do mundo

Como manter o equilíbrio na vida diária?

Escrito por John Beckett
Marcadores: Identidade

Eles não são do mundo, como eu também não sou...Assim como me enviaste ao mundo, eu os enviei ao mundo.

João 17:16, 18

Um dos maiores desafios da vida cristã é conseguir manter um relacionamento com o mundo ao nosso redor. Especialmente em situações em que os amigos ou colegas de trabalho se comportam de maneiras que sabemos que desagradam a Deus. Nesses relacionamentos, podemos cometer dois tipos de erros:

O primeiro deles é nos isolar, ficando afastados de todos. Isso não está certo pois estaremos privando os outros da influência divina que poderemos exercer. Talvez sejamos a única "Bíblia" que eles estarão lendo!

Outro erro é assimilar, ou seja, ser como aqueles que nos rodeiam. A Bíblia nos instrui a ficarmos firmes em assuntos que não são negociáveis mas mantermos uma certa flexibilidade, de maneira a continuarmos envolvidos com os outros (Leia Malaquias 3:18, 1 Coríntios 9:19-22).

Jesus foi o exemplo perfeito de uma abordagem equilibrada. Ele não se isolou nem assimilou o modo de vida dos outros. Ele se relacionava com as pessoas sem se deixar corromper.

Billy Graham disse que deveríamos ser como a corrente do Golfo, que flui pelas águas geladas do Atlântico: "A Corrente do Golfo está no mar, no entanto, não é uma parte dele. Os cristãos estão no mundo, e ainda assim não devem ser absorvidos por ele." Assim, devemos manter nossa identidade e propósito, mas ao mesmo tempo, influenciar o ambiente ao nosso redor. Devemos estar no mundo mas não ser dele.

Próximo


Enquanto você tem crescido na fé, como sua vida tem sido transformada? Você tem tido conflitos com os conceitos e atitudes do mundo? Converse com um cristão maduro para passar por essa transição de maneira mais tranquila.

Converse com alguém sobre isso.